Problemas comuns

O que é?

A tendinite na mão é uma patologia descrita por uma inflamação que acomete os tendões flexores ventral (inferior)e dorsal (anterior) da mão por conta de uma série de causas. Entretanto, é mais comum encontrar a tendinite no ombro, cotovelo, punho, joelho e tornozelo.  

Quais as causas?

O tendão é uma das estruturas que mais sofrem quando estão em sobrecarga, e no caso das mãos, há diversos sintomas que contribuem para o desenvolvimento da doença, como o uso repetitivo das mãos, o estresse, a falta de alongamento muscular e doenças autoimunes.

Quem faz parte do grupo de risco?

Existem várias características e indivíduos que integram os grupos de risco, como pessoas que utilizam muito e de modo crônico as mãos (como músicos, cozinheiros, jornalistas, faxineiras, costureiras e indivíduos que trabalham digitando em excesso).

Outros fatores, como esportes que utilizam muito as mãos, gravidez (por conta do desequilíbrio hormonal) e doenças como lúpus, artrite reumatóide, diabetes mellitus e gota, pois podem prejudicar e enfraquecer os tendões. É curioso, mas ser canhoto ou destro influencia no desenvolvimento da doença. Por conta da utilização de uma mão mais do que a outra, um homem destro tem mais chances de lesionar a mão direita do que a esquerda.

Quais os sintomas?

O paciente pode sentir uma série de sintomas característicos da tendinite da mão, mas o principal é a dor nos dedos no lado da palma da mão, que pode irradiar para toda a musculatura e causar espasmos. A dor na mão piora com os movimentos, acarretando diminuição da força. É possível sentir ainda calor, inchaço na mão e “mão dormente”, além da mudança de humor por conta da constante dor, que apesar de não ser insuportável, é muito irritante.

Como é feito o diagnóstico?

Para o diagnóstico, o ortopedista especialista em mãos irá se basear no histórico médico pessoal e familiar, nos sintomas sentidos, na rotina do paciente e no exame físico, onde o médico fará uma série de testes. Contudo, em algumas situações, pode ser necessário realizar exames que deem um resultado mais conclusivo, como uma ultrassonografia para verificar com precisão o estado dos tendões.

Encontrado diagnóstico, quais os tratamentos disponíveis?

Os tratamentos disponíveis mais aconselhados são divididos entre tratamento conservador (convencional), onde o grau de lesão não é tão grande e portanto descarta a necessidade de operação e o cirúrgico, que é indicado para os casos mais graves. Vale salientar que o tratamento é escolhido e indicado pelo médico.

O tratamento conservador é composto por repouso e afastamento do trabalho por alguns dias, sessões diárias de compressas de gelo (3 ou 4 vezes por dia e no máximo quinze minutos), medicamentos anti-inflamatórios e analgésicos, além de fisioterapia leve para alongar e fortalecer os músculos. A cirurgia mais indicada para os casos de tendinite da mão é a cirurgia de raspagem, onde o cirurgião raspa os nódulos no tendão que diminuem a mobilidade dele.

Informações de recuperação e pós-operatório

Nos casos de operação, o paciente pode ser liberado do hospital entre um e três dias, dependendo das necessidades dele, e deve iniciar na mesma semana as sessões de fisioterapia leve para fortalecer os músculos dos dedos e da palma. O tempo de cura pode variar, mas normalmente dura duas semanas; se a dor na mão se tornar crônica, é importante realizar repouso de dois a três meses combinados com sessões de fisioterapia (tudo aconselhado pelo médico).

Vale salientar que é importante mudar alguns hábitos, como a prática de uma dieta saudável, rica em vitaminas e minerais. Dirigir, retomar a profissão (nos casos de uso excessivo das mãos) e voltar à academia são atividades que só podem ser retomadas mediante autorização do médico.

Menu - Problemas comuns

Consultório - Cotia, SP

Avenida Santo Antônio, 53
Tel: 4616-0406


Consultório - São Paulo, SP

Rua Conselheiro Brotero, 1505
Conjunto 31, 8º Andar
Tel: 3667-6132
Nextel: 94765-3990