Problemas comuns

 lesoes da mao no esporte

As mãos são uma das regiões mais utilizadas no dia a dia e também na prática de esportes, principalmente em modalidades como vôlei, handebol, basquete, escalada, boxe, judô, entre outras. Por isso, mesmo com as precauções necessárias – uso de equipamentos de segurança e realização correta dos movimentos e técnicas – as lesões que atingem a articulação acabam se tornando bastante comuns. Esse risco está relacionado principalmente à repetição excessiva de movimentos e esforço contínuo das mãos, muitas vezes necessários na prática dos exercícios.

Um diagnóstico rápido e efetivo da dor na mão é a melhor maneira de evitar problemas mais graves para esses atletas ou pessoas que praticam esportes com frequência. Quanto antes for iniciado o tratamento, maiores são as chances de recuperação total da articulação e dos movimentos.

É interessante ainda, tanto como medida de prevenção ou como tratamento, que os atletas e esportistas procurem pela fisioterapia esportiva a fim de fortalecer não apenas a articulação das mãos, mas também para todas as demais articulações e regiões do corpo que possam estar em uso intensivo.

Confira abaixo algumas das principais e mais comuns lesões da mão no esporte.

Fratura dos ossos do carpo

A fratura dos ossos do carpo é uma lesão que atinge diretamente o punho. A articulação do punho é formada pelos chamados ossos do carpo, que nada mais é do que um conjunto de oito pequenos, porém importantes ossos: escafoide, semilunar, piramidal, pisiforme, trapézio, trapezoide, capitato e hamato. A fratura pode ocorrer em um ou mais desses ossos, geralmente causada por uma queda sobre o punho estendido, traumas repetitivos ou pela prática intensa de esportes de grande impacto.

O paciente costuma sentir dor na mão e no punho, dificuldade em realizar movimentos, além de poder ter edemas no local – acúmulo de fluídos na região da lesão, por debaixo da pele.

A fratura dos ossos do carpo, quando mais leve, pode ser tratada por medicamentos analgésicos e anti-inflamatórios e imobilização. Em casos mais graves, pode ser necessária a intervenção cirúrgica. Em ambos os casos é recomendado que o paciente faça sessões de fisioterapia para se recuperar totalmente do trauma.

Dedo em martelo

O dedo em martelo também é uma lesão provocada pelo impacto, mas, neste caso, geralmente se trata da bola que vem de encontro ao dedo, causando uma flexão repentina e bastante acentuada da falange distal (na ponta do dedo). Esse movimento pode provocar a ruptura do tendão extensor do dedo ou ainda uma fratura, impedindo que o paciente consiga esticar o dedo – por isso o nome de dedo em martelo.

Geralmente, o dedo em martelo ocorre em esportes que envolvem bola, como basquete, vôlei e handebol, e pode ser diagnosticado apenas por um exame clínico. Quanto ao tratamento, costuma ser necessária a imobilização do dedo atingido e recomenda-se o uso de medicamentos analgésicos e anti-inflamatórios para alívio da dor.

Fratura do boxeador

Esta é a fratura do colo do quinto metacarpo, osso da mão que vai do punho até a junta do início do dedo mindinho ou mínimo, passando pela parte externa das mãos. Ela é chamada de “fratura do boxeador” porque costuma ser causada justamente por socos ou por outros tipos de traumas violentos com a mão fechada e contra uma superfície dura. O diagnóstico geralmente é bastante fácil por conta dos sintomas aparentes, como inchaço e deformidade na região, além da dor na mão afetada. Em caso de dúvidas, a radiografia pode confirmar a suspeita.

O tratamento, na grande maioria das vezes, é realizado por meio da imobilização da mão por algumas semanas. Apenas em casos raros e mais graves pode haver a necessidade de uma cirurgia.

Avulsão do tendão flexor

Mais uma lesão comum entre atletas de esportes de impacto, como judô, jiu-jitsu, rúgbi e futebol americano, a avulsão do tendão flexor, como já diz o nome, ocorre no tendão flexor, uma das estruturas mais importantes do dedo e que é responsável pela sua flexão. A lesão se dá quando há uma extensão forçada do dedo durante a contração máxima desse tal músculo flexor, causando dor intensa, hipersensibilidade, dormência e rigidez.

Assim como nas demais lesões que vimos até agora, o tratamento pode ser realizado por meio de medicamentos, imobilização, repouso e fisioterapia, ou ainda, em casos mais graves, por meio de procedimentos cirúrgicos. Nos tratamentos mais simples, se devidamente seguidos, é normal que a função motora seja totalmente recuperada entre quatro e seis meses.

Lesão na fibrocartilagem triangular

A lesão na fibrocartilagem triangular se trata de uma contusão que ocorre nos tecidos moles do punho, ou seja, nas cartilagens e ligamentos que ajudam a estabilizar as articulações. Geralmente, esse tipo de lesão aparece com bastante frequência em tenistas e pessoas que praticam esportes parecidos, que exigem bastante dos punhos. Esse tipo de lesão na fibrocartilagem triangular pode causar uma série de complicações se não for devidamente tratada.

Quando o diagnóstico é rápido e não há muitas complicações, a lesão pode ser tratada por meio de imobilização. Já em casos mais graves ou em que a imobilização não é suficiente, pode ser necessário reparo cirúrgico.

Síndrome de De Quervain

É uma tenossinovite, o que significa basicamente que se trata de um tipo de espessamento inflamatório que ocorre na bainha tendínea ou nos tendões que se encontram ao longo do polegar e do pulso. A síndrome de De Quervain é conhecida por ser uma condição bastante dolorosa e que provoca, além da dor na mão inteira, inchaço nas dobras do punho e no polegar.

O diagnóstico pode ser feito por meio do exame clínico e, quando há dúvidas, o médico pode solicitar também por exames de imagem que vão ajudar a descartar outras possibilidades e colaborar com o diagnóstico. Já o tratamento, pode depender bastante da dor: se for recente e relativamente suportável, recomenda-se o uso de medicamentos anti-inflamatórios e repouso. Métodos como a fisioterapia instrumental e outras terapias também podem ser bastante úteis.

Em casos mais graves, pode ainda ser necessária a realização de um procedimento cirúrgico

Menu - Problemas comuns

Consultório - Cotia, SP

Avenida Santo Antônio, 53
Tel: 4616-0406


Consultório - São Paulo, SP

Rua Conselheiro Brotero, 1505
Conjunto 31, 8º Andar
Tel: 3667-6132
Nextel: 94765-3990