Problemas comuns

O que é?

A dor na mão durante a gravidez ou até mesmo a sensação de dormência são sintomas muito comuns nesta fase e, geralmente, estão ligados a um processo chamado de Síndrome do Túnel do Carpo. A Síndrome acontece por conta do aumento de pressão que ocorre na região do punho, antebraço e mão – chamada de túnel do carpo – e que dificulta a circulação de sangue.

O “carpo” nada mais é do que a estrutura óssea do punho, responsável por conectar o antebraço à mão e por onde passa um dos principais nervos do nosso corpo, o nervo mediano – que comanda parte do movimento e do tato do polegar, dedo médio e indicador. Quando ocorre o aumento de pressão na região, o canal acaba ficando ainda mais estreito e, com isso, comprime o nervo mediano, dificultando a realização de suas funções.

A Síndrome do Túnel do Carpo costuma ser bastante comum em pessoas que realizam muitos movimentos repetitivos no dia a dia, como escrever, digitar, entre outros. Em gestantes, porém, apesar de nem sempre haver esse movimento repetitivo, a Síndrome se torna possível por conta de outros fatores comuns da gravidez.

No primeiro momento, é muito comum que os sintomas de dor e dormência sejam associados a outras possíveis doenças, como Tendinite na Mão ou Tendinite no Punho. Por isso, é muito importante a procura por um médico ortopedista especialista em mão, além do obstetra, que ajudará a identificar a real causa e indicar o melhor tratamento.

Quais as causas da dor e dormência na mão durante a gravidez?

Quando ligadas à Síndrome do Túnel do Carpo, que costuma ser a causa mais comum, a dor e a dormência na mão são provocadas por causa do inchaço natural da gravidez causada pela retenção de líquido. É isso que faz com que haja pressão na região da articulação do punho, como explicado, e com que o nervo mediano seja pressionado.

Apenas o médico ortopedista especialista em mão poderá avaliar melhor cada caso e indicar exercícios que vão aliviar esse efeito.

Quais são os sintomas?

Além da dor na mão durante a gravidez e da dormência, que já foram citados, a paciente pode sentir fraqueza nos punhos e mãos, um certo formigamento e até queimação nos dedos. É comum ainda que a dor se intensifique na realização do movimento de pinça com o polegar e também, muitas vezes, que se espalhe para os braços e ombros.

Quando os sintomas aparecem?

Os sintomas são muito comuns em gestantes, no geral, mas principalmente a partir do quinto ou sexto mês de gravidez – onde os inchaços começam a ficar mais frequentes e intensos. Apesar disso, é sempre importante lembrar que cada corpo pode reagir de uma maneira diferente à gravidez e, por conta disso, o período de maior risco pode variar bastante.

Como é feito o diagnóstico?

É essencial que a gestante consulte, além do médico obstetra, um médico ortopedista especialista em mão para fazer o diagnóstico. Geralmente, não há necessidade de pedir exames mais específicos e já durante a consulta o médico consegue chegar ao diagnóstico. Em casos mais complicados, porém, pode ser que o profissional peça por exames para descartar outras possíveis causas.

A paciente deve, é claro, sempre informar o profissional de sua condição, bem como histórico, hábitos e outras informações que julgue importantes.

Quais os tratamentos para dor e dormência na mão durante a gravidez?

É importante saber que não há cura para a dor e a dormência na mão durante a gravidez no caso da Síndrome do Túnel do Carpo, mas que ela deve desaparecer normalmente após o parto. Até lá, por se tratar de uma dor que acontece durante a gravidez, na maioria das vezes o tratamento costuma ser feito apenas com repouso e algumas recomendações de exercícios que podem aliviar os sintomas, já que não existem muitas opções de medicamentos que possam ser utilizados durante a gravidez.

Algumas recomendações e dicas que devem ser indicadas pelo médico e que podem auxiliar no tratamento são: reduzir a quantidade de sal na alimentação, ingerir mais água durante o dia, evitar qualquer atividade que envolva movimentos repetitivos com as mãos e braços, sacudir as mãos levemente, evitar dormir em cima das mãos, manter as mãos elevadas quando em repouso – sentada ou deitada – e até utilizar talas de imobilização temporária nos punhos, para mexer a região o mínimo possível.

Após o parto, as dores e demais sintomas devem sumir conforme o inchaço também for diminuindo, o que acontece em até aproximadamente dez dias. Se não acontecer, é recomendável que se procure novamente pelo médico ortopedista, já que aí sim poderá ser necessário o uso de medicamentos analgésicos e anti-inflamatórios ou mesmo sessões de fisioterapia. Em alguns casos mais raros, o médico poderá indicar a necessidade de realizar uma pequena cirurgia na mão.

É possível prevenir?

Cuidar da alimentação é uma das melhores maneiras de prevenir a dor e a dormência na mão durante a gravidez, assim como os inchaços comuns da retenção de líquido. Isto é, evitar o consumo excessivo de sal e ingerir bastante água e até mesmo demais líquidos.

Além disso, é sempre interessante ficar atenta aos movimentos muito repetitivos na região do punho e mãos e esforço excessivo que pode acontecer no dia a dia.

Menu - Problemas comuns

Consultório - Cotia, SP

Avenida Santo Antônio, 53
Tel: 4616-0406


Consultório - São Paulo, SP

Rua Conselheiro Brotero, 1505
Conjunto 31, 8º Andar
Tel: 3667-6132
Nextel: 94765-3990