Problemas comuns

O que é

O cisto sinovial é uma espécie de cápsula formada a partir do vazamento de um líquido transparente e viscoso, vindo de alguma articulação: chamado de líquido sinovial. Dentro das articulações do corpo, há ossos, músculos, cartilagens, tendões e membranas. Todas essas estruturas, juntas, formam o mecanismo necessário para tornar os movimentos do corpo possíveis, como por exemplo: dobrar o braço para tomar água ou movimentar a mão ao girar a maçaneta da porta. As articulações precisam de lubrificação para “funcionar”, e é aí que o líquido sinovial atua, sendo produzido pelas células sinoviais presentes na articulação.

O líquido sinovial também está presente nas bainhas dos tendões e, por isso, a formação de um cisto pode surgir não só do líquido que vazou na articulação, mas também nestas bainhas. Em suma, o mais comum é que seja um cisto na mão, mas também pode ocorrer no formato de um caroço no punho. Essa região do corpo é a mais propensa a desenvolver esta “cápsula”, e qualquer pessoa pode apresentar um cisto sinovial.

Causas

Não há causa aparente, mas a sociedade médica acredita que o desenvolvimento de um cisto sinovial na mão ou no punho possa estar ligado a traumas e lesões na articulação, que podem ser causados pela Lesão por Esforço Repetitivo (LER). Algumas atividades ou profissões podem causar o surgimento da LER, é o caso de atletas ou profissionais que movimentam dedos, mãos ou punho em excesso, como tenistas, praticantes de handebol, guitarristas, cozinheiros e escritores, por exemplo.

Sintomas

O sintoma mais comum de um cisto é a própria ocorrência do caroço, pois ele é bastante visível a olho nu e, na maioria das vezes, surge sem causar outros sintomas. O que acontece, é que a formação de um cisto pode dilatar os tecidos ao redor e, com o aumento do tamanho, pressionar outras estruturas, como o nervo medial. Neste cenário, os sintomas podem ser:

- Dor na articulação ou na bainha do tendão;

- Formigamento na região afetada;

- Fraqueza articular e limitação dos movimentos;

- Diminuição da sensibilidade no local;

Existe outro tipo de cisto, chamado de cisto sinovial oculto. Ele não pode ser visto a olho nu ou apalpado, porque está localizado no interior da articulação ou da bainha. Um cisto sinovial oculto está mais propenso a causar dores por conta da proximidade a um nervo ou tendão.

É importante salientar, que um cisto sinovial é um tumor benigno, portanto é diferente de um tumor maligno, que é agressivo e pode se espalhar por outros órgãos. O que pode acontecer é a mudança no tamanho: um cisto sinovial pode aumentar ou diminuir com o tempo, mas é completamente diferente de um tumor maligno e também é menos grave.

Como é feito o diagnóstico de um cisto sinovial?

O diagnóstico de um cisto no punho ou na mão é feito por um médico ortopedista especialista em mãos. Para a consulta, é interessante fazer uma lista com algumas informações, como histórico médico, atividades diárias e sintomas. Além de realizar o exame físico, o médico poderá pedir exames de imagem, como um ultrassom, que será capaz de avaliar as estruturas internas e descartar outros problemas, ou até mesmo identificar um cisto oculto.

Tratamento

O tratamento vai depender da avaliação médica e das queixas do paciente. Um cisto pode aumentar e diminuir de tamanho com o tempo, inclusive sumir. Neste cenário, pode ser que o médico recomende acompanhar o desenvolvimento do caroço no punho durante alguns meses, caso ele não provoque sintomas.

Já no caso de ser um caroço no punho que provoque dor, formigamento ou limitação dos movimentos, pode ser que o médico recomende a cirurgia de retirada do cisto. Atualmente, a cirurgia mais indicada é a artroscopia. Este modelo cirúrgico revolucionou a medicina por conta de sua eficácia e por permitir rápida recuperação. A artroscopia consiste em fazer pequenas incisões na pele por onde serão colocados equipamentos cirúrgicos e uma microcâmera, capaz de avaliar as estruturas internas. No caso de um cisto na mão ou no punho, o objetivo deste procedimento é drenar e cauterizar o cisto.

Como é o pós-operatório?

O tempo de recuperação da cirurgia de cisto sinovial vai depender do empenho do paciente em realizar todas as etapas corretamente. Logo após a cirurgia, o paciente é imobilizado com uma tala de gesso do tipo luva. Embora ela imobilize a região operada, o paciente pode movimentar cotovelo e dedos de maneira livre: só é indicado que esses movimentos sejam feitos com a mão para cima e sem fazer força (como carregar sacolas).

Depois dos primeiros sete dias, a troca do primeiro curativo é feita, e a tala de gesso é substituída por uma removível. Contudo, só depois de cerca de duas semanas ou mais é que os pontos são retirados. A fisioterapia é recomendada depois da terceira semana, e a maioria dos exercícios podem ser feitos em casa, combinados com compressas com gelo na região do cisto sinovial, além de massagens. Essas atividades têm o intuito de diminuir o inchaço na região e restabelecer os movimentos normais.  

A plena recuperação deve durar um pouco mais de 45 dias, mas lembre-se: é por estes motivos que a plena recuperação do paciente vai depender do empenho dele em fazer todas as etapas de maneira correta. O caroço na mão ou no punho poderá voltar se o pós-operatório não tiver sido feito de maneira correta.

Menu - Problemas comuns

Consultório - Cotia, SP

Avenida Santo Antônio, 53
Tel: 4616-0406


Consultório - São Paulo, SP

Rua Conselheiro Brotero, 1505
Conjunto 31, 8º Andar
Tel: 3375-6581
Nextel: 94765-3990